ESPLANADA: Moradores do Baixio fecham entrada principal cobrando providências da gestão municipal

Na manhã de hoje (30/12) moradores do Baixio fecharam a entrada principal que dá acesso ao Baixio, cobrando da prefeitura mais educação, saúde e turismo. Ninguém entra e ninguém sai daquela localidade até o momento. Turistas e mais turistas estão presos no engarrafamento formado por conta dessa manifestação, onde uma parte da população exibe cartazes com frases voltadas a educação, saúde, cultura, turismo entre outros pontos.
“Baixio está abandonado! Isso é um absurdo o que estão fazendo com a gente aqui! Lixo em todo lugar, não tem médico, a educação está um caos e um lugar com um potencial turístico como Baixio, não pode ficar desse jeito!’ Disse um dos manifestantes a nossa redação.
Além desses pontos relatados acima, os nativos também protestam sobre o calendário de eventos que vem sendo feito no Baixio. “Quem organiza esses eventos não está nem aí para a nossa população, coloca um trio elétrico qualquer, duas ou três bandas sem expressão e acham que a festa de ano novo e outras estão resolvidas!” Afirmou outro manifestante.
Quem acompanha as redes sociais, pode ver que os moradores e frequentadores da região da praia já vem sinalizando por soluções desde o início do ano e chegou a esse ponto, de ter que fechar a entrada principal impedindo o ir e vir de moradores e visitantes, para poder chamar à atenção do poder público!
Para que se tenha uma noção, a gestão municipal, mesmo com todas as dificuldades que outras prefeituras estão enfrentando, vai priorizar a construção de um balneário na sede e o Baixio como destino turístico fica sem investimento previsto no setor.
ENTENDA O CASO.
O deputado federal Paulo Azi liberou 3 milhões de recursos junto ao governo federal para o município de Esplanada, segundo publicação feita no site Informe Baiano no dia (19/12).
R$ 1.000.000,00 para recuperação de estradas vicinais junto ao Incra e R$ 1.500.000,00 junto ao Ministério do Turismo para construção do balneário ao lado do Cristo. Os valores se somam a R$ 500.000,00 já liberados para o custeio da saúde do município, além de R$ 160.000,00 para aquisição de duas novas ambulâncias. Essa seria a destinação dos recursos segundo a matéria publicada.
O que chamou à atenção foi o valor de um “milhão e meio” destinado a construção de um balneário ao lado do Cristo, sendo que, o maior potencial turístico de Esplanada é o Baixio. Inclusive, um dos destinos mais procurados do Litoral Norte Baiano e que não tem nenhuma perspectiva de investimento divulgado pela gestão municipal até o momento.
Entre a construção de uma atração turística como esse Balneário e investir na revitalização do Baixio, melhorando e ampliando os serviços básicos de saúde, coleta de lixo, iluminação pública, segurança e toda a estrutura de suporte municipal para aquela localidade, o efeito seria muito maior e melhor no que se refere ao segmento de turismo. Principalmente na geração de emprego e renda, que teria mais impacto direto, pois o Baixio já está consolidado como destino turístico e conhecido nacionalmente.
Um investimento desse monte na região da praia seria de grande importância, não só para o turista, como principalmente para a população que reside nessa região e que precisa dos serviços públicos cotidianamente.
Além dos serviços mencionados acima, o Baixio precisa imediatamente da ampliação do sinal de telefonia móvel, sinal de TV aberta entre outros pontos que atrasam e muito o desenvolvimento da localidade.
 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Da redação do Esplanada Agora

Fotos: Reprodução/Redes Sociais