PIB da Bahia tem segundo pior desempenho

Produto Interna Bruto da Bahia para este ano está na contra mão do índice nacional. Enquanto no Brasil houve um crescimento de 2%, a Bahia teve queda de 1,5 no PIB, que representa a soma, em valores monetários, de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região, durante um determinado período.
Os números foram apresentados na manhã desta quarta-feira pelo presidente da federação das Indústrias da Bahia (FIEB), Ricardo Alban. Segundo ele, apenas para o estado do Pará teve um desempenho pior que a Bahia.
A Bahia é o sexto estado em número de empregos. Alban explicou que a indústria gerou 1.783 empregos em 2017. “A indústria é sempre a última a contratar e a última a demitir. Isso por que existe um longo processo de treinamento que é muito complexo e por isso se preserva um pouco mais. Mesmo com toda a crise do setor a indústria conseguiu voltar a gerar empregos, de maneira tímida mais positiva”.  
Outras dados apresentados mostram que a Bahia é a sétima economia do país, representando 4,1% do PIB brasileiro, além e ser a maior economia da região Nordeste.
É a sétima indústria do Brasil, caminhando para 6º ou 5º lugar, segundo Ricardo Alban.

 

Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Gilberto Junior/BNews
Fonte: Bocão News