ONG de Limões realiza bingo beneficente neste domingo em prol da construção de sua sede.

ONG de limões realiza bingo beneficente neste domingo em prol da construção de sua sede no povoado de cruz das almas.
A ONG Comunidade Cristã, tem como objetivo despertar na população o desejo por uma vida melhor, independente de ser uma comunidade rural, tendo como ponto de partida o desenvolvimento da mesma. Pelo fato da comunidade ser um local de difícil acesso e as pessoas possuírem baixa renda, onde o bolsa família representa a maior parte de renda do povoado juntamente com a agricultura familiar, que também é predominante na região, devido a essa dificuldade, que a ONG foi criada. Para que, através de parceiros e voluntários, busquem benefícios e acesso às politicas públicas, que remetam a este povoado um pouco de esperança e uma maior qualidade de vida, disse a presidente e fundadora Naide Costa.
A ONG vem atuando desde o início de 2015, com projetos que contemplam mais de 30 crianças entre 2 a 12 anos da comunidade, que recebem reforço escolar, alimentação e todo acompanhamento possível e necessário para o seu desenvolvimento, e seus pais ( agricultores) recebem toda orientação, incentivo e acompanhamento para desenvolver praticas na agricultura familiar que contribua para o aumento da sua renda familiar. A construção da ONG, abrirá portas para o desenvolvimento e crescimento de um trabalho social que já vem dando certo, e que passará a beneficiar mais de 60 famílias de agricultores, com prestação de serviços desde educação, agricultura, saúde, cultura entre outros, disse Andréa Castro administradora da ONG

 

Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Reprodução
Fonte: ONG Comunidade Cristã

BAHIA: Moradora de Mundo Novo anuncia doação das filhas pelas redes sociais

Uma moradora do município de Mundo Novo (a mais 300km de Salvador) utilizou sua página do Facebook nesta segunda-feira, 15, para divulgar que estava doando as duas filhas.
Na publicação, a jovem alega que resolveu doar as crianças por causa de dificuldades financeiras. Ainda na publicação, ela diz que não recebe ajuda do pai das meninas para arcar com as despesas.
Após fazer o anúncio, a mulher voltou atrás e, em uma nova postagem, disse que havia mudado de ideia.”Não vou desistir das minhas duas filhas não”, escreveu em um trecho da publicação.

A equipe de reportagem do Portal A TARDE tentou contato com o Conselho Tutelar da cidade, mas não obteve êxito até a publicação desta matéria. 

 

Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Reprodução
Fonte: A Tarde

BRASIL: 67,9% veem piora na segurança pública em cidades brasileiras segundo pesquisa

A maior parte da população avalia que a segurança pública piorou nas cidades brasileiras nos últimos anos: 67,9% afirmam sentir maior insegurança, segundo levantamento do instituto Paraná Pesquisas. Para 16,5% dos entrevistados, o cenário continuou igual, enquanto 14,5% acham que a situação melhorou e 1,2% não souberam e não opinaram.
A sensação de piora é maior entre nordestinos (73,6%) e menor entre os sulistas (64,1%) e moradores do sudeste (64,3%). Há uma diferença de percepção maior também considerando as faixas etárias: a piora foi vista mais entre pessoas com 25 a 34 anos (73,5%) e menos entre os idosos (60 anos ou mais), entre os quais 59,9% veem um aumento da violência. A responsabilidade sobre o tema, no ponto de vista da maioria da população (60,5%), é de todos os poderes (Executivo,  Legislativo e Judiciário).  
Em segundo lugar, a segurança pública é a atribuída aos governadores (23,3%). O presidente (8,3%) e os prefeitos (5,5%) também são vistos em menor grau como responsáveis por prover a segurança; enquanto 2,4% não souberam ou não opinaram. Foram entrevistadas 2.230 pessoas com 16 anos ou mais em 165 municípios nos 26 estados e no Distrito Federal, entre os dias 14 a 17 de dezembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, com grau de confiança de 95%.  

 

Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Reprodução
Fonte: Bahia Notícias

BRASIL: Suplentes de congressistas recebem até R$ 67 mil para despesas

Ajuda de custo para mudança de parlamentares, verba representa o valor de dois salários; dois substitutos receberam por menos de uma semana de trabalho.
Um benefício concedido pelo Congresso a novos parlamentares permitiu que suplentes recebessem até cerca de 70.000 reais por menos de uma semana de trabalho. A verba, descrita como “ajuda de custo”, é concedida no início e no fim do mandato. Na atual legislatura, que começou em 2015, a Câmara e o Senado gastaram em torno de 3 milhões de reais com esse tipo de despesa.
Segundo as normas legislativas, a ajuda, equivalente a um salário integral do congressista (atualmente no valor de 33.700 reais), deve ser “destinada a compensar as despesas com mudança e transporte” dos parlamentares, independentemente do tempo de duração do mandato. Pela regra, um suplente só deve ser convocado se a previsão de afastamento do titular for superior a quatro meses.
Nos últimos três anos, foram setenta mudanças na Câmara, que gastou pelo menos 2,2 milhões de reais com as trocas, e outras dezenove no Senado, ao custo de mais de 944.400 reais. Além disso, ao assumir o cargo os suplentes passam a ter direito a outros benefícios, como ressarcimento de despesas médicas e odontológicas, auxílio-moradia e verba indenizatória.
Brevidade
Em ao menos dois casos, os suplentes receberam a ajuda de custo, mas não ficaram uma semana no cargo. Em maio de 2016, por exemplo, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) se afastou do mandato para assumir o comando do Ministério do Planejamento. Em seu lugar, tomou posse Wirlande da Luz(PMDB-RR). Uma semana depois, a divulgação de gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro, Sergio Machado, colocou Jucá no centro de um escândalo, e ele renunciou ao cargo de ministro. Apesar da troca ter durado seis dias, o suplente recebeu 67.526 reais.
Outro caso é o do suplente Gilberto Piselo (PDT-RO), que também sentou na cadeira de senador por apenas seis dias. Ele entrou na vaga de Acir Gurgacz(PDT-RO), em 2016, e em seguida também pediu licença para resolver assuntos particulares. Na breve passagem pelo Senado, fez dois discursos, mas não teve tempo para tirar a foto oficial como parlamentar. Mesmo assim recebeu 33.763 reais pelo período em que ficou no cargo e mais 10.128 reais como salário proporcional.
Além disso, Piselo recebe, por meio da cota parlamentar, de cinco a seis mil reais por mês de Gurgacz, há sete anos, pela locação de uma sala comercial em Rondônia, onde funciona o escritório de apoio do atual senador. No total, Gurgacz já repassou mais de 500.000 para seu suplente com dinheiro do Senado desde 2010.
Procurada, a assessoria de imprensa de Gurgacz afirmou que o contrato do aluguel do imóvel que funciona como escritório de apoio do parlamentar em Ji-Paraná (RO) foi firmado em 2010, no primeiro mandato do senador, quando Piselo não era o suplente. “Portanto, não há nenhuma irregularidade nem ilegalidade no contrato”, diz a nota.
Após o pedido de licença de Piselo, em 2016, assumiu a vaga o segundo suplente da chapa de Gurgacz, pastor Sebastião Valadares (PDT-RO), ligado à igreja Assembleia de Deus. No mesmo mês, o pastor também recebeu mais de 33.000 reais apenas para iniciar o mandato, além do salário proporcional de senador pelos dias em que trabalhou (22.508 reais). Depois de permanecer os quatro meses na vaga, tempo mínimo para as licenças particulares, ele deixou o cargo para que Gurgacz reassumisse e recebeu outro salário extra como ajuda de custo.
Recesso
Quando parlamentares pedem licença às vésperas do recesso, entre dezembro e fevereiro, os suplentes assumem o mandato em época em que a atividade no Congresso é praticamente inexistente, mas ganham o direito à ajuda de custo no início e no fim do mandato.
No final do ano passado, três senadores pediram licença para tratar de interesses pessoais ou cuidar da saúde: Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e Ricardo Ferraço (PSDB-ES), em novembro, e Edison Lobão (PMDB-MA), em dezembro. Os pedidos precisam ser aprovados pelo plenário da Casa.
 
Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Reprodução
Fonte: Veja

Pré-candidato a deputado federal Victor Boris participa da Missa do Vaqueiro em Ribeira do Pombal

Mais de 300 cavaleiros e amazonas estiveram reunidos durante todo o domingo (15) na Vila Operária, em Ribeira do Pomba, durante os 21 anos da Missa do Vaqueiro, tradição pombalense que cresce a cada ano.
“Me sinto honrado em fazer parte dessa manifestação cultural em Pombal. Vim a convite do meu amigo e vereador Pedro Mel. Foi uma festa muito bonita”, disse Victor Boris.
Uma cavalgada percorreu as ruas da cidade Durante o encerramento foram rendidas homenagens a alguns dos participantes. 
“É preciso valorizar o homem do campo e seus tradições culturais que fazem parte da história de um povo e da cidade”, encerrou Victor Boris, que esteve acompanhado por Pedro Mel e lideranças locais.

 

Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Ascom Victor Boris
Fonte: Ascom Victor Boris

CONDE: Após polêmica de bactéria em Rio de Pedras mãe de criança solta nota nas redes sociais

A nota foi divulgada ainda neste sábado (13), em diversos grupos e perfis no facebook, após a polêmica informação que o famoso Rio de Pedras no Conde estaria contaminado com uma bactéria mortal.
Confira na integra a nota:
”Amigos, venho pedir um minuto da atenção de todos para esclarecer uma situação desagradável que vem ocorrendo. Acredito que já seja do conhecimento da maioria das pessoas que me conhecem que o meu filho João Paulo, segue internado no HCA por conta de um ferimento no pé que infeccionou. O que acontece é que essa história vem sendo distorcida e causando uma polêmica muito grande pois estão vinculando fotos minha e de João, juntamente com um áudio que enviei num grupo com alguns colegas de trabalho e um texto que sequer fui eu quem escrevi. Para começo de conversa, queria explicar a todos vocês, a situação do meu filho. No Natal, ele viajou para o Conde com um coleguinha e nessa viagem, foram ao Rio de Pedras, local este onde João acidentalmente se cortou com algo desconhecido (ele não percebeu na hora) e esse corte que inicialmente parecia inofensivo, acabou infeccionando por conta de uma bactéria que possivelmente estaria no rio, no entanto, não temos certeza de nada até porque não se sabe com o que foi feito esse corte no pé dele e também porque pra falar que o rio está contaminado é necessário que seja feita uma análise da água, algo que não ocorreu. No que diz respeito ao áudio que enviei, este foi gravado num momento de angústia e talvez por isso eu não tenha conseguido explicar direito, mas acontece que o médico realmente explicou que essa infecção é difícil de ser combatida devido ao fato dessa bactéria ser anaeróbia e que muitas vezes ela pode mesmo ser fatal se não for tratada a tempo e de modo adequado. Em resumo, essa bactéria pode ser encontrada em qualquer lugar, então não podemos sair disseminando a notícia de que o rio está infectado, porém temos conhecimento de que João adquiriu essa bactéria no Rio das Pedras, mas não sabemos com o que ele cortou o pé. Gostaria de pedir a todos para que não compartilhassem mais esse tipo de informação errônea, muito menos divulgassem entre conversas no Whatsapp (seja em grupos, listas de transmissão ou de forma individual), nem em nenhum tipo de rede social (Facebook, Instagram, Snapchat, Twitter, YouTube ou o que quer que seja) nenhum tipo de foto minha ou dele, nenhum áudio, ou nenhum texto diferente desses que lhes escrevo neste momento. Peço encarecidamente a compreensão de todos pois o momento que estamos enfrentando já é difícil, doloroso para toda nossa família e mais ainda para João que tem lutado com todas as forças pela sua vitória e graças a Deus se recupera a cada dia. Se vc quer ajudar, simplesmente ore. Pense antes de espalhar qualquer história, lembre também que muitas vezes essas histórias se distorcem no meio do caminho e com isso a mensagem final acaba totalmente diferente da realidade. Desculpem o texto tão grande, mas precisava esclarecer. Desde já agradeço a todos os verdadeiros amigos e irmãos por toda ajuda, pelas orações, pelas doações e pelo apoio sempre presente. Deus abençoe a vida de cada um de vocês. A vitória já é certa, nós cremos!!!”.
Mesmo após grande repercussão do caso no município e toda região a Prefeitura de Conde até o fechamento da matéria não tinha pronunciado-se oficialmente sobre o assunto.
 
Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Reprodução
Fonte: Site Pauta Livre

Sob ameaça de fechamento, TCM-BA abre concurso com salário de R$ 11 mil

Apesar das manifestações de alguns políticos baianos pelo fechamento do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA), o órgão tem buscado reforçar seu quadro de pessoal. No Diário Oficial do TCM deste sábado (13), foi publicado o edital do concurso público para preenchimento de vagas nos cargos de auditor de controle externo e de auditor de infraestrutura.
O certame será organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) e será constituído de prova objetiva, prova discursiva e avaliação de títulos.
Para concorrer a uma das seis vagas reservadas aos cargos de auditor de controle externo, o candidato deve ter formação de nível superior nas áreas de: administração, ciências contábeis, ciência da computação e informática, direito ou economia.
Já para o cargo de auditor de infraestrutura são oferecidas duas vagas e é exigida a formação em engenharia civil ou arquitetura.
Em ambos os casos, o salário é de R$ 11,3 mil para uma jornada de trabalho de 40h semanais. 
O interessado em disputar as vagas deverá desembolsar R$ 160 na taxa de inscrição. O período para se inscrever começa dia 19 de janeiro e vai até dia 19 de fevereiro.

 

Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Reprodução
Fonte: Bocão News

Roubos de carga crescem mais de 100% na Bahia em seis ano

Reflexo do aumento da criminalidade no estado, o roubo de cargas teve crescimento de 105% em seis anos na Bahia e tem obrigado empresas a destinar até mais de 5% do orçamento anual com segurança. O ritmo segue crescente desde 2011, quando foram registrados 215 casos, chegando a mais que o dobro em 2016, com 441 roubos. Os dados de 2017 ainda não foram concluídos, informou a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).
Como consequência desses crimes, cresceu também o prejuízo das empresas baianas, de mais de R$ 13,4 milhões em 2011 para R$ 27,6 milhões em 2016 (aumento de 105%), aponta uma pesquisa nacional da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), divulgada ano passado.
Na pesquisa, a Bahia, com 1.998 casos entre 2011 e 2016, é o quinto estado onde mais ocorre roubo de cargas no país. Lidera a lista São Paulo (com 49.212 roubos no mesmo período), seguido de Rio de Janeiro (33.240), Minas Gerais (3.987) e Goiás (2.010).   
Segundo autoridades policiais, o roubo de cargas na Bahia acorre nas rodovias estaduais, federais e ainda dentro das cidades, e todos os casos (inclusive os que ocorrem nas rodovias) são registrados na Polícia Civil.
O delegado titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas em Rodovias (Decarga), Gustavo Coutinho, informou que no estado a rodovia mais visada pelos criminosos é a BR-116 Sul, que vai de Feira de Santana à divisa com Minas Gerais. “As cargas mais visadas são as perecíveis, que podem ser vendidas mais rápido, geralmente elas são repassadas a mercadinhos, os principais receptadores. Outras cargas, como eletrônicos, são vendidas em outros estados”, informou Coutinho.
O delegado da Decarga, que fica centralizada em Feira de Santana, onde está o maior entroncamento de rodovias do Norte e Nordeste, com as BRs 101, 116 e 324, disse que em 60% dos casos de roubo de carga registrados na Bahia há participação dos motoristas de caminhões. “Eles simulam o roubo ou o tombamento. No caso do tombamento, chegam a tirar antes até 80% da carga e depois registram na polícia a queixa de saque como se tivesse com a carga completa”, afirma o policial.
No dia 5 deste mês, Coutinho apreendeu uma carga de queijos avaliada em cerca de R$ 240 mil reais. Ao todo 17 toneladas do produto foram devolvidas à empresa seguradora. O caminhão saiu de Goiás com destino a um atacadão em Salvador, tendo sido atacado por 12 pessoas às margens da BR-242, em Itaberaba. O grupo transferiu o motorista para um veículo pequeno e levou o caminhão na direção contrária, mas foi rastreado pela seguradora.
“Fomos acionados e iniciamos uma operação para recuperar os bens da empresa de laticínios Centro-Oeste”, afirmou o policial. Para tentar despistar o trabalho da polícia, os bandidos quebraram o rastreador.
A carga foi encontrada, na BR-116, próximo ao município de Nova Itarana, mas os criminosos conseguiram escapar ao cerco. Informações sobre eles podem ser repassadas à polícia pelo Disque Denúncia 3235-000 (capital e Região Metropolitana de Salvador) e 181 (interior do estado).
Mais perigosas
A BR-242 está entre as mais perigosas estradas federais para esse tipo de crime, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que coloca na lista ainda as BRs 324, 101 e 116. Relatório feito pela PRF a partir das ocorrências nessas rodovias e enviado ao Ministério Público da Bahia (MP-BA), reforçado com investigações posteriores do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), da SSP-BA, resultaram numa operação que prendeu 21 pessoas em junho do ano passado.
Os criminosos (entre mandantes, receptadores, facilitadores e executores dos crimes) foram localizados em Salvador, Lauro de Freitas, Alagoinhas, Vitória da Conquista, Feira de Santana, Valinhos (SP) e nas mineiras Uberlândia e Uberaba. Entre os itens roubados pelas quadrilhas estavam cerveja, material de limpeza, papel A4, alimentos, medicamentos, entre outras mercadorias de fácil negociação. A estimativa é que os envolvidos tenham movimentado cerca de R$ 4 milhões em produtos roubados.
As equipes realizaram ainda buscas em estabelecimentos comerciais que faziam a receptação dos objetos roubados e em galpões onde as cargas eram armazenadas e distribuídas posteriormente. Em três dos seis mercadinhos fiscalizados, foram encontrados produtos roubados, e nos outros três havia grande quantia em dinheiro, que foi apreendida. Já em dois dos seis galpões visitados, era armazenado grande volume de produtos roubados. Na operação foram apreendidos ainda um automóvel e um caminhão.
“Nós, empresários que atuamos dentro da lei, pagamos vários impostos, temos de concorrer com empresas de fora que recebem subsídios de seus estados e praticam uma concorrência forte dentro da Bahia. E ainda temos de encarar essa realidade do roubo de carga, que prejudica muito o nosso trabalho”, comentou o presidente da Associação dos Distribuidores e Atacadistas da Bahia (Asdab), Antônio Alves Cabral Filho.
O problema, informa o presidente da entidade que reúne mais de 600 associados no Estado, tem feito com que empresas gastem mais de 5% do orçamento anual com seguranças, 
As empresas usam equipamentos pequenos e discretos, de fácil ocultação, para rastrear e monitorar cargas. As iscas podem ser acondicionadas dentro de caixas, bagagens e embalagens em geral.
“Além disso, buscamos não rodar depois das 21h e sempre que possível em comboio”, disse Cabral Filho, segundo o qual outro problema das empresas é para fechar contrato com as seguradoras: “Com esses casos de roubos, elas estão ficando cada vez mais exigentes, cobrando mais caro, e o empresário tendo prejuízo”.
Crime atualizado
Ana Cardoso, gerente de vendas de uma empresa que comercializa equipamentos de segurança para prevenção a roubo de cargas, diz que “criminosos também tem utilizado novos métodos para burlar os sistemas de segurança, o que exige constante atualização nesse ramo.”
“Novas tecnologias estão sendo implementadas para aumentar o índice de recuperação de veículos e cargas, hoje superior a 90% aqui na Pósitron, e vão desde melhorias nos equipamentos, até atuadores em casos de sinistro, com redundância de tecnologias em rádio frequência, inteligência embarcada nos dispositivos, novas versões de firmware, placas e circuitos eletrônicos”, declarou.
A PRF informou que realiza na Bahia fiscalizações voltadas ao roubo de cargas, com patrulhamento ostensivo em dias, horários e regiões onde mais ocorre tal delito e operações com o fim específico de coibir esse crime. “O intuito desse trabalho é alocar servidores especializados no combate ao crime nos pontos vulneráveis”, diz um comunicado oficial.
A quantidade de pontos vulneráveis, informa a nota, é a maior dificuldade da PRF no combate a esses crimes: “São inúmeros postos de combustíveis em que o crime pode acontecer, e ainda milhares de quilômetros de rodovia. Além disso, a quantidade de rotas de fuga é expressiva.”
Para tentar minimizar os riscos, a PRF sugere que os motoristas evitem parar em postos sem iluminação, desconhecidos ou que não ofereçam condições mínimas de segurança. Em caso de atitude suspeita, vale entrar em contato com a PRF por meio do número 191. Automóveis que transitam atrás de veículos de carga sem ultrapassá-los, mesmo quando a sinalização e o fluxo permitem, são um indicativo de comportamento suspeito.
 
Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Reprodução
Fonte: Correio

Deputado destaca importância do agronegócio em Conde

O deputado federal Bacelar parabenizou nessa sexta (12) a prefeitura de Conde, no litoral norte baiano, pela promoção do evento que reunirá pesquisadores, produtores e comerciantes para discutir a cultura do coqueiro.
O Festival do Coco acontecerá entre 22 e 28 desse mês, com extensa programação com cursos, seminários, festival gastronômico e shows. “O panorama atual do agronegócio precisa entrar em debate. É momento de pensarmos alternativas de sustentabilidade da produção. Conde, já é o maior produtor nacional em áreas cultivadas do fruto e pode se tornar o principal município exportador do Brasil. É mais emprego e renda para nosso estado”, defendeu Bacelar.
Mais de 90% da produção nacional de coco está no Nordeste e Conde figura com destaque nesse cenário. “Com eventos desse porte, a tendência é aumentar a produção com custo mais baixo”, concluiu. Durante o Festival, o prefeito de Conde, Dudu Vieira, vai assinar decreto para instituir o Dia Mundial do Coco e assegurar o coqueiro como planta-símbolo do município. Serão discutidos ainda crédito agrícola, controle de pragas e revitalização da cultura dos coqueirais.

 

Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Reprodução
Fonte: Política Livre

ALAGOINHAS: Prefeitura segue determinação do MS e libera vacinas contra meningite para crianças de 11 a 14 anos

A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Saúde (SESAU) e em consonância com a determinação do Ministério da Saúde, alterou o quadro de vacinação contra meningite. De acordo com o secretário de saúde, Rodrigo Matos, a vacina era liberada para adolescentes de 12 e 13 anos de idade. Com a alteração do calendário vacinal apresentado pelo Ministério da Saúde em 2018, a vacina deve contemplar crianças e adolescentes de 11 a 14 anos.
Em Alagoinhas, as doses já estão disponíveis em todas as unidades de saúde, e a diretora da vigilância à saúde, Catarina Dantas, acrescentou que, para a mesma faixa etária, o governo tem disponibilizado doses da vacina contra HPV, recomendadas tanto para meninos quanto para meninas.
A SESAU informa que, para ter acesso à imunização, é preciso apresentar o cartão de vacinação e documento de identificação.

 

Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Reprodução
Fonte: Site Pauta Livre