Entenda por que vereadores e deputados estão sendo substituídos na Bahia

Infográfico mostra como funciona a suplência de vereadores e deputados.
Com deputados estaduais baianos se tornando prefeitos e vice-prefeitos no início deste ano, após vitória nas eleições de outubro, e com vereadores sendo convocados para assumir cargos na gestão do prefeito ACM Neto, a dança das cadeiras está em plena atividade na Câmara Municipal de Salvador e na Assembleia Legislativa da Bahia. 
Exemplo disso é o caso dos vereadores suplentes J. Carlos Filho (SD) e Vado Malassombrado (DEM), que vão tomar posse na Câmara Municipal nesta quarta-feira (4). Eles assumem as cadeiras de Geraldo Júnior (SD) e Claudio Tinoco (DEM), respectivamente, que se tornarão secretários de Neto. Quem também desocupou uma vaga foi o vereador Alberto Braga (PSC), que deixou a Câmara três dias após ser empossado e após ser indicado, nessa terça-feira (3), para assumir a presidência da Companhia de Governança Eletrônica de Salvador (Cogel). 
Na segunda-feira (2), na Assembleia Legislativa, tomaram posse os deputados Bira Corôa (PT), Samuel Júnior (PSC), Mirela Macedo (PSD) e Ângelo Almeida (PSB). Os titulares das vagas se elegeram prefeitos ou vice-prefeitos. Robério Oliveira (PSD) assumiu a prefeitura de Eunápolis, Rogério Andrade (PSD) a cidade de Santo Antônio de Jesus  e Vando (PSC) a prefeitura de Monte Santo. Já o deputado Bruno Reis passou a ser vice-prefeito de Salvador. 
Entenda: 

________________________________________________________________________________________________________

Da Redação: (esplanadagora@gmail.com)
Fotos: Divulgação
Fonte: Correio 24h