Vereador quer fazer consulta popular para tratar da utilidade da linha férrea que corta Esplanada

O vice-presidente da Câmara Municipal de Esplanada o vereador Marcos Pinheiro, em entrevista numa rádio local na manhã de hoje (26/12), falou sobre uma possível consulta popular em cima do tema: utilidade da linha férrea de Esplanada.
Segundo o vereador, a concessão do uso dessa linha pertence a uma empresa e a mesma não paga impostos ao município para essa finalidade. Como a linha já não tem mais a mesma utilidade de outros tempos, Marcos Pinheiro disse que seria importante um projeto de lei que mudasse essa realidade, transformando essa via por exemplo em um sistema urbano de transporte, levando e trazendo pessoas em dois vagões de passageiros (indo e vindo) do Timbó ao Mucambinho por exemplo e recuperar a antiga estação, para utilizar a mesma como uma base de venda de ticket a preço popular para esse trajeto.
Paralelo a esse processo, as calçadas podem ser recuperadas e usadas para uma extensa pista de cooper e caminhada do Timbó ao Mucambinho também, com piso apropriado para melhor desempenho para os usuários.
“Além do município não receber nenhum imposto pelo uso do solo com essa linha férrea, ainda tem o prejuízo dos acessos de um lado para o outro da linha, que estão sempre precisando de manutenção e quem acaba fazendo é a gestão municipal! Vamos elaborar um projeto de lei para apresentar no retorno dos trabalhos na Câmara e convidar a população para esse debate”, Afirmou Pinheiro.

 

Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Dáfnis Macédon