BAHIA: Deputados gastam R$ 444,5 mil com escritório, apesar de terem gabinete

Parte dos deputados estaduais da Bahia gastou R$ 444.562,26 mil em aluguel de imóveis para escritório no ano passado – sem contar com o próprio gabinete, na Assembleia Legislativa do Estado (AL-BA).
De acordo com o levantamento feito pelo site bahia.ba, até durante o recesso na Casa os custos se mantiveram. Além disso, a pesquisa ainda aponta que David Rios, do PMDB, (R$ 24 mil); Fabíola Mansur, do PSB, (R$ 700); e Alan Castro, do Pros, (R$ 3,4 mil), que têm base eleitoral em Salvador, foram agraciados com verbas para estrutura externa.
O PT foi o partido que consumiu a maior fatia do montante destinado. Dos R$ 444,5 mil, a sigla gastou R$ 264.271,69 – o que representa quase 60% do total.
O líder do governo, Zé Neto, que já tem dois gabinetes – uma pela liderança e outro próprio –, foi o que mais gastou: 62.573,00. Luiza Maria (R$ 62.506,50), Zé Raimundo (R$ 62.102,97), Marcelino Galo (R$ 30.500,00) e Joseildo Ramos (R$ 23.294,61), completam o ranking petista.
Além deles, Carlos Geilson, do PSDB, (R$ 42.000,00); Antônio Henrique Junior, do PP, (R$ 37.533,57); José de Arimateia, do PRB, (R$ 33.836,12); Euclides Fernandes, do PDT, (R$ 21.438,51); Hildécio Meireles, do PMDB, (R$ 21.372,62); Targino Machado, do PPS, (R$ 18.635,35); Luciano Ribeiro, do DEM, (R$ 2.769,01); e Ivana Bastos, do PSD, (R$ 1.300,00), também gastaram com aluguel em 2017.

 

Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Josemar Pereira/ Ag. Haack
Fonte: Bahia.ba