SALVADOR: Taxistas e ambulantes festejam alta nos lucros durante réveillon

Segundo Ministério do Turismo, estimativa é que turistas movimentaram R$ 405 milhões na economia
O movimento da economia do Turismo no Ano-Novo foi positivo para o setor hoteleiro e outros 50 setores afins. Donos de bares, restaurantes, ambulantes e taxistas são beneficiados com o aumento do fluxo de turistas no Réveillon. Segundo estimativas do Ministério do Turismo, a expectativa é que, nos cinco dias do Festival Virada Salvador, os 430 mil visitantes tenham movimentado cerca de R$ 405 milhões na economia da cidade. Entre os taxistas, era só festa.  
“Ontem (dia 31), tinha gente demais pegando táxi, era só parar no ponto que já tinha cliente. Depois do surgimento do Uber, este foi o melhor dia de trabalho que tivemos”, contou o taxista Ademário Neto. 
O presidente da Associação Metropolitana dos Taxistas (AMT), Valdeilson Miguel, comentou que a tarifa dinâmica do Uber ajudou: “A virada foi boa. A festa movimentou muito a cidade, deu para se ganhar um pouco mais. Ontem usaram a tarifa dinâmica no Uber e o táxi estava mais barato”.
O movimento mais intenso nos restaurantes gera mais empregos. “Contratei mais 26 funcionários nos meus dois restaurantes. A gente não estava esperando isso. O Ano-Novo foi excelente. Quase dobraram as vendas. Outros donos de restaurantes têm a mesma posição”, contou o diretor da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-BA), Júlio Callado.
Dono de um restaurante no Comércio e outro na Pituba, ele, que pretendia manter os funcionários extras só até alguns dias depois do Réveillon, vai estender a contratação até o Carnaval: “Depois do Carnaval, como o fluxo está bom, acho que vou manter cerca de 20% a 30% da equipe”.
A prefeitura estima que houve 40% no aumento de vendas para os ambulantes. Para o diretor de serviços da Semop, Adriano Silveira, o aumento nas vendas se dá pelo ordenamento dos permissionários este ano. O presidente do Sindicato dos Ambulantes da Bahia (Simbaq), Marcos Cazuza, apontou que as vendas foram 30% maiores que no ano anterior, no Comércio. De acordo com o ambulante Reinaldo da Cruz, o maior movimento foi na noite da virada.
 
Da Redação: (esplanadagora@gmail.com) 
Foto: Reprodução
Fonte: Correio