Politica

Presidente da Alba repudia atos de violência em votação da PEC da previdência

O posicionamento foi feito na abertura oficial dos trabalhos legislativos na Assembleia

Na cerimônia de abertura oficial dos trabalhos legislativos na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), nesta segunda (3), o Presidente da Casa, deputado estadual Nelson Leal (PP) se posicionou sobre os fatos ocorridos na última sexta (31) durante a votação da PEC da Previdência 159/2020.

Durante a votação na última sexta (31), os parlamentares foram atingidos por ovos e o auditório invadido, em relação aos atos o presidente declarou que as cenas vistas no local não representam o funcionalismo da Bahia.

“As cenas protagonizadas por um grupo pequeno,agressivo e intolerante grupo, que por certo não representa o funcionalismo público da nossa terra foram extramente lamentáveis, por muito pouco aqui não ocorreu uma tragédia”, pontou. Nelson continuou: “A postura antidemocrática, autoritária dos manifestantes, que queriam vencer a base da intimidação e do uso da força bruta foi inédito, mas falhou. A Casa não se intimidou, não se curva por outra razão alguma, que não seja o argumento, as ideias, mantendo o debate como sendo o único caminho a ser trilhado”, destacou.

O presidente da Alba agradeceu o desempenho da Polícia Militar e o apoio prestado pelo Secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa e do comandante da PM, Anselmo Brandão e também solicitou uma punição do manifestante que sacou uma arma no local. “O individuo que sacou a arma, que já foi identificado precisa responder por esse desatino, por tudo graças a Deus e prudência das forças de segurança não houve vítimas fatais ou mesmo feridos. Os danos materiais registrados foram pequenos, porque o mais importante são as vidas”.

O deputado encerrou sua fala parabenizando os demais parlamentares pelo ato de continuar a votação, que aprovaram a PEC da previdência nos dois turnos. “Eu me recordo que quando nesse mesmo local fui atingido por uma chuva de ovos, disse nesse microfone “Que não se acovardasse, que ficássemos juntos e votássemos naquela noite nos dois turnos a PEC 159″ e a Casa respondeu. Quero agradecer aos parlamentares, que tiveram voz ativa. Ficarei devendo esse gesto de amizade eternamente”, pontuou.

Da Redação do EA

(Com Informações do VN)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar