Politica

Agência diz que médicos chineses foram enviados para ajudar ditador da Coreia do Norte

Nenhuma informação sobe o estado de saúde do líder político foi confirmada. Ele não aparece em público desde o dia 15 de abril

Após diversas informações sobre o complicado estado de saúde do ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-um, médicos chineses foram enviados para ajudar a situação do chefe de estado norte-coreano, segundo a agência de notícias Reuters na última sexta-feira (24). A informação teria sido confirmada por três fontes confidenciais.

Além dos profissionais de saúde, autoridades chinesas também viajaram para a Coreia do Norte. O governo do país ainda não divulgou nenhuma informação oficial sobre a suposta complicação médica que Kim Jong-um teria tido após uma cirurgia cardiovascular.

O líder político norte-coreano não aparece em público desde o dia 15 de abril, quando faltou às comemorações do aniversário de 108 anos de seu falecido avô, Kim Il-Sung, considerado o “Grande Líder” do país.

Da Redação do EA

(Com Informações do VN)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar