Esporte

Fonte Nova se candidata a sediar final da Sul-Americana nos próximos três anos

Capital baiana concorre com cidades brasileiras e de outros países da América do Sul

15/05/2020

Depois de receber jogos da Copa das Confederações 2013, Copa do Mundo 2014, Jogos Olímpicos de 2016 e da Copa América no ano passado, Salvador quer sediar mais um grande evento esportivo. A Fonte Nova é um dos estádios candidatos para abrigar a final da Copa Sul-Americana de pelo menos uma das edições entre 2021 e 2023.

A lista de estádios que se candidataram para receber a decisão do torneio em 2021, 2022 e 2023 foi divulgada pela Conmebol nesta quinta-feira (14). Para 2021, a Fonte Nova concorre com outros seis estádios brasileiros: Mané Garrincha (Brasília), Arena da Baixada (Curitiba), Castelão (Fortaleza), Beira-Rio (Porto Alegre), Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata/Recife) e o Maracanã (Rio de Janeiro). Estão na disputa também o estádio Nacional de Santiago (Chile), o estádio Casa Blanca, que fica em Quito, no Equador, e os argentinos La Bombonera, Monumental de Núñez, Nuevo Gasómetro, Libertadores de América, Presidente Perón e Único.

A Conmebol também divulgou os pretendentes a sediar a final da Copa Libertadores, principal torneio do continente. Nos dias 25 e 26 de maio, a confederação vai realizar reunião por videoconferência com cada um dos estádios postulantes. Um relatório sobre a candidatura deverá ser entregue no dia 29.

Assim como a Libertadores, desde o ano passado a Copa Sul-Americana adotou o esquema de jogo único em sede previamente escolhida para sua decisão. Este ano, a final está programada na cidade de Córdoba, na Argentina, e a da Libertadores, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Ano passado, Lima (Libertadores) e Assunção (Sul-Americana) foram as cidades contempladas pela Conmebol.

Da Redação do EA

(VIA: CORREIO)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar