Politica

Prefeitura de Esplanada: Sempre na contra mão do bom senso

19/06/2020

Num momento extremamente difícil e de entropia social, onde vivemos uma luta desigual com uma doença que abalou o planeta e a despeito das nossas estradas vicinais clamarem por reparos há muito tempo. Fomos surpreendidos com a homologação de uma tomada de preço no valor de R$ 2.613.000,00 (dois milhões seiscentos e treze mil reais) datada de 16/06/2020.

Segundo a placa, essa obra deveria ter sido entregue em 2018

Resta claro que as estradas que dão acesso a sede do município estão bastantes degradadas, inclusive existe um farto registro de reclamações nas redes sociais em relação ao assunto. Não estamos de forma alguma sendo contra a reparação dessas vias que tanto concorrem para nossa economia, pois são corredores de escoamento da produção agrícola produzidas nos assentamentos.

O que nos causa estranheza, é que toda esta recuperação, deveria ter sido entregue em dezembro de 2018, conforme o cronograma do convênio, e mais ainda é o fato da citada homologação ter sido efetuada há quatro dias do começo oficial do inverno no país. Hoje, sexta (20) começa nosso inverno e se tomarmos como exemplo o “chuvoso outono” que ora se encerra, não acreditamos ser possível a realização dessas obras.

As regiões da Chapada, Limões, São José e outras, também carecem de atenção, pois muitos trechos já se encontram intransitáveis e o mínimo que se espera é que de uma forma geral todas as nossas estradas sejam contempladas com as devidas recomposições. Estamos de olho para que essa “empreitada” não seja mais uma daquelas obras com infindáveis aditivos financeiros por conta da sua diluição econômica no espaço-tempo.

Da Redação do EA

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar