Esporte

Fora de casa, Vitória é derrotado pelo Cruzeiro por 1 X 0

Com a derrota, o Vitória estacionou nos 13 pontos e segue na 8ª posição.

12/09/2020

Sem tempo para descansar, o Vitória volta a campo na segunda-feira (14). O time rubro-negro pega o Juventude, às 20h, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

O Vitória exercia uma forte marcação e não deu espaço ao Cruzeiro nos minutos iniciais. O time mineiro se limitou a trocar passes no meio de campo em busca de uma brecha,

Aos 15, Matheus Pereira tocou para Maurício, que arrematou de primeira. A bola resvalou em João Victor e foi para fora.

Bem postado defensivamente, o Vitória começou a se soltar aos poucos e investiu em jogadas pelas laterais. Aos 24, Leandro Silva inverteu para Carleto, que recuou para Fernando Neto. O volante tentou de longe, mas mandou por cima do adversário.

Um dos destaques do Vitória na temporada, o goleiro Ronaldo fez uma grande defesa aos 35. Léo Ceará falhou, Maurício ficou bom a bola e puxou o contra-ataque. Ele acionou Jadson, que tocou para Airton. O atacante penetrou na área e mandou uma bomba, mas o arqueiro do Leão espalmou e evitou o primeiro gol do Cruzeiro.

Nos acréscimos, o Vitória teve duas oportunidades para abrir o placar. Após contra-ataque, Carleto recebeu na esquerda e cruzou. Vico dominou, bateu, mas mandou em cima da defesa e foi para escanteio. Carleto cobrou, Leandro Silva tocou de calcanhar e Fábio salvou o Cruzeiro no reflexo.

Segundo tempo

A etapa final começou com o Cruzeiro pressionando.  Aos nove, Matheus Pereira levou a bola na área, Marcelo Moreno cabeceou para o meio e Maurício chegou chutando, mas a bola explodiu em Arthur Caíke.

Aos 16, Gerson Magrão lançou Léo Ceará, que recuou para Vico. O atacante tentou de longe, mas ele não pegou bem e Fábio defendeu com tranquilidade.

As melhores oportunidades eram do Cruzeiro. Aos 24, Arthur Caíke saiu em disparada pelo meio e arrematou. A bola passou bem perto da meta defendida por Ronaldo. Quatro minutos, Régis cobrou falta perigosa e mandou para a área. Thiago, livre de marcação, cabeceou e a bola passou por cima do travessão.

De tanto tentar, o Cruzeiro conseguiu abrir o placar aos 30. Arthur Caíke disparou pela esquerda e cruzou com perfeição para Régis, que cabeceou como manda o figurino e estufou as redes.

Após o gol, as duas equipes criaram chances. As melhores com Régis e Tiago pelo Cruzeiro e Mateusinho pelo Vitória, mas o placar terminou com o triunfo do Cruzeiro por 1 a 0.

Da Redação do EA

(VIA: Glauber Guerra, do BN)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar