Politica

Fux “vira a mesa”, disposto à acabar com a imagem de impunidade do STF

08/10/2020

Fux pegou todos os ministros de surpresa nesta quarta-feira (7) e propôs uma mudança crucial no regimento do Supremo Tribunal Federal (STF). Retirou das turmas as ações penais que correm no tribunal, pois doravante tudo será decidido pelo plenário. Com isso atingiu em cheio os ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

O julgamento de parlamentares pelas turmas havia sido adotado, por meio de uma mudança regimental em 2014, no momento em que começou a ocorrer uma série de investigações da operação Lava Jato, com um grande volume de assuntos penais.

Os ministros justificaram a mudança agora por entender que não há mais necessidade de que as Turmas cuidem de assuntos penais. Na prática, a alteração pode fortalecer a Lava Jato, uma vez que julgamento de casos referentes à operação precisará do voto de até 11 ministros do plenário -e não mais de 5 ministros de cada uma das turmas.

Fux, acima de tudo, acaba de dar uma firme demonstração de que vai exercer o poder em sua plenitude e de que pretende restaurar a má imagem de nossa corte suprema.

Da Redação do EA

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar