Subdestaque

SERGIPE: EM 2021, MAIS DE 140 MORTES NO TRÂNSITO POR EMBRIAGUEZ AO VOLANTE

07/03/2022

Em 2021, 144 das 246 vítimas fatais no trânsito de Sergipe haviam consumido bebidas alcóolicas, correspondentes a 58,5% do total de mortes nas ocorrências. Os dados são do Instituto de Análises e Pesquisas Forenses (IAPF).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o ano passado registrou dez vítimas a menos em comparação ao ano de 2020, quando foram registradas 256 mortes. Apesar da diminuição, o número ainda é considerado alto.

A maior parte das vítimas eram do sexo masculino, sendo 88,6% dos casos.

Pessoas com idade entre 25 a 44 anos são as que mais morreram. Essa faixa etária representa 19% do total das vítimas.

O levantamento ainda aponta que as pessoas entre 18 a 24 anos correspondem a 14%; e as de 45 a 54 anos representam 10% das ocorrências. Os quatro grupos com maior incidência de morte respondem por 62% das vítimas dos acidentes nas vias sergipanas nesse período.

O perito Ricardo Leal associou a faixa etária com os hábitos dos jovens quanto à direção veicular. “Eu acredito que as pessoas nessa faixa etária têm o hábito de consumir mais álcool em festas, nos finais de semana e infelizmente não tem a consciência de que é muito perigoso consumir álcool e conduzir um veículo, fatalmente se envolvendo em acidentes”, disse.

Na capital, 50 pessoas perderam a vida no trânsito, indicando 20,3% desses óbitos. Já no interior sergipano, foram 196 mortes, correspondendo a 79,7% do total de falecimentos.

Da Redação do EA

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar