Subdestaque

EUA: AUMENTO DO PREÇO DA GASOLINA REDUZ USO DE CARRO

22/03/2022

Com a alta do petróleo nos últimos tempos e os sucessivos aumentos de gasolina, os motoristas dos EUA estão deixando de andar de carro, segundo informações da empresa de análise de dados Inrix.

Em levantamento divulgado na última quinta-feira (17), a empresa verificou que as viagens de carro caíram 2% no período do dia 27 de fevereiro a 6 de março de 2022 — em comparação à semana anterior. A redução mais significativa se deu nos estados do centro-oeste e do sul, enquanto houve aumentos na região nordeste e do oeste — justamente onde ficam Nova York e Los Angeles, as duas principais cidades do país.

Os preços mais altos da gasolina atingirão, em especial, a região meio-oeste dos EUA, que é mais dependente da agricultura. Isso acontece porque, nessas localidades, há não apenas a necessidade de comprar combustível para carros de passeio, mas também equipamentos agrícolas.

Os preços de produtos básicos como milho, trigo e soja já começam a galopar. O óleo diesel, especialmente, é essencial para plantar, colher e enviar as remessas para o mercado.

Atualmente, o galão da gasolina nos Estados Unidos custa US$ 4,28 (em torno de R$ 21). Até o fim da década passada, o mercado americano trabalhava com o valor de US$ 3 o galão como ponto de inflexão para prejudicar as viagens de carro. À época, segundo pesquisa da consultoria de mercado MaritzCX, esse era o “número mágico” que marcava o preço da gasolina no país.

Da Redação do EA

(VIA: Lucas Berredo)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar