Acontece

TRISTE BRASIL: ESQUARTEJOU O MARIDO E JÁ ESTÁ NA RUA

31/05/2022

Elize Matsunaga, presa por matar o marido Marcos Matsunaga, herdeiro da indústria de alimentos Yoki, em 2012, ganhou liberdade condicional. O alvará de soltura foi cumprido às 17h35 desta segunda-feira, 30.

Inicialmente, ela havia sido condenada a 19 anos e 11 meses de prisão. No entanto, a pena foi reduzida para 16 anos e três meses pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), em 2019. Elize cumpriu pena na penitenciária de Tremembé, mesma de detentas envolvidas em crimes de grande repercussão no Brasil, como Suzane von Richthofen e Anna Jatobá.

Recentemente, após ter participado de um documentário na Netflix, ela anunciou sua autobiografia, intitulada “Piquenique no Inferno”. A obra, escrita à mão na prisão, é uma forma de pedir perdão à filha, que está impedida de ver desde 2012.

Elize Araújo Kitano Matsunaga matou e esquartejou o marido, o empresário Marcos Kitano Matsunaga, de 42, em 19 de maio de 2012 no apartamento do casal, na Zona Oeste de São Paulo. Ele era herdeiro das indústrias de alimentos Yoki.

Da Redação do EA

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar