Acontece

BOLSONARO CANCELA ALMOÇO COM PRESIDENTE PORTUGUÊS

04/07/2022

A velha mídia publicou, indignada, que o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, chegou neste sábado (02/07) ao Rio de Janeiro e foi logo avisando que primeiramente tinha uma reunião marcada, em São Paulo, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato à Presidência pelo PT.

Não pensem que os jornalistas lambe-botas do “consórcio de imprensa” ficaram indignados porque presidente português vem ao Brasil em viagem oficial, e primeiramente vai cumprimentar um ladrão descondenado pelo STF.

Eles ficaram enraivecidos porque Bolsonaro, numa manobra digna de um chefe de estado, mandou o português folgado ir passear. Leia o que o presidente falou em entrevista à CNN:

– “Resolvi cancelar o almoço que ele teria comigo, bem como toda a programação”.

Envergonhado, o presidente português arranjou uma desculpa:

– “Um almoço pode acontecer agora, pode acontecer em setembro, pode acontecer em outubro, pode acontecer em novembro”.

O presidente português imaginava que ia ser recebido como os índios que habitavam o Brasil receberam seus ancestrais: com festas e abraços e como seus antepassados viria aqui civilizar, exterminar, explorar, povoar, conquistar e dominar.

Com cara de Amélia e todo desconfiado, respondeu a jornalistas, neste sábado, em um hotel em Copacabana, novamente, “se já tinha sido informado oficialmente sobre o cancelamento do almoço com Bolsonaro”. O desconvidado presidente português respondeu:

– “A minha experiência de muitos anos de vida e muitos anos de vida política é que o fundamental é olhar para os povos. Depois, as questões conjunturais, almoça hoje, almoça amanhã, almoça depois de amanhã, há de haver um momento em que há um almoço por força das situações, por força das circunstâncias. Não há drama nisso”.

Não, presidente português, drama mesmo foi o que seus antepassados fizeram a nós brasileiros:

Neste ano de 2022 vem o Presidente português, descendente dos patrícios que escravizaram e assaltaram a nação brasileira e, ao invés de pedir desculpas pelos desmandos que praticaram no país, presta homenagem ao maior assaltante dos tempos modernos: Lula, o descondenado.

Notem que é um descendente de conquistadores/assaltantes do passado prestando homenagens a um assaltante do presente. Talvez o presidente de Portugal imaginasse que ia chegar aqui e mandar e desmandar. Marcar reuniões e desmarcar. Ser o centro das atenções.

Afinal nós somos os colonizados e ele o colonizador.

Quebrou a cara, assim como o “consórcio de imprensa”.

Da Redação do EA

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar